sexta-feira, 20 de abril de 2012

Verde Esperança!

No meio do verde verdejante,
Corro na corrente do vento,
Apreciando a paisagem fascinante,
Deste temperamento!

No meio da terra firme,
Salto as pedras matreiras,
De uma forma sublime,
Dou um pontapé, no duro de que são feitas!

No meio da cantoria,
Vivo buscando harmonia,
Procurando um dia,
Ter a grande melodia,
Na minha vida,
A melodia que procuro todo o dia!

O verde é a esperança,
De um dia saltar todas as pedras,
Alcançando a cantoria,
De vida, que quero um dia!

És verde, verdejante,
Dás felicidade e esperança,
És uma beldade fascinante!

Susana V

2 comentários:

  1. ..."és poesia constante", Susana!rs..bjs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito obrigada pelo seu carinho e leitura demonstrado:)
      Beijinhos Yohana*

      Eliminar

Abre a tua alma...